Cem mil e sem luto

Por Rafael Burgos – Um dia nós contaremos essa história.

O Brasil perdeu mais de 100 mil vidas para a covid-19, tornando-se, ao lado dos Estados Unidos, o único país no mundo a ter alcançado essa triste marca.

Anestesiados face a uma média diária que, há meses, circunda as mil mortes, somos a nação cujos esclarecidos são aqueles que, diante do ímpeto do vírus, bradam que “não há o que fazer”. Isso porque a outra parte é composta por aqueles que sequer admitem a veracidade dos números divulgados neste sábado (8). Ou por quem, confrontado com nossa falência, mudará de canal e encontrará o placar da vida.

Continue lendo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.