Fátima defende a valorização dos agentes de leitura

0
80

A reinstalação, hoje (28/9) de manhã, da Frente Parlamentar Mista do Livro e Leitura, contou com a participação da ministra da Cultura, Ana de Hollanda, e de dezenas de parlamentares. Todos foram unânimes em defender o incentivo à leitura como um instrumento de cidadania. A deputada federal Fátima Bezerra (PT/RN), que articulou o relançamento da Frente, enfatizou a necessidade de se valorizar os agentes de leitura, “pois são eles que, nas bibliotecas públicas espalhadas Brasil afora, incentivam nossos jovens a ler”, afirmou.

Fátima Bezerra lembrou que a Frente, que já tem a adesão de mais de 200 deputados e senadores, será um espaço de interlocução entre a sociedade e o parlamento em prol de políticas públicas que democratizem o acesso ao livro, a formação de novos leitores, a valorização da leitura e o fomento à economia do livro.

Durante o relançamento da Frente, a ministra Ana de Hollanda defendeu a valorização da leitura como base para formação da sociedade brasileira. “Por meio da leitura temos acesso aos grandes pensadores. Isso nos ajuda a refletir e avaliar muito melhor a realidade”, afirmou. Ela adiantou que em outubro a presidenta Dilma Roussef lançará o Programa do Livro Popular, que consistirá na venda de livros de boa qualidade por até R$ 10,00, a serem disponibilizados não só em livrarias, mas também em farmácias, padarias e supermercados.

O deputado Artur Bruno (PT/CE), que será o vice-presidente da Frente, adiantou que das primeiras ações do grupo será transformar em lei o Plano Nacional do Livro e da Leitura (PNLL), regulamentado pelo Decreto 7.599/11 no início do mês. O PNLL é um conjunto de políticas, programas, projetos, ações continuadas e eventos para promover o livro, a leitura, a literatura e as bibliotecas no Brasil.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here