Onyx Lorenzoni e Osmar Terra requentam fritura de Henrique Mandetta

A TV CNN revelou na tarde de ontem quinta-feira, dia 9, que o núcleo do governo Jair Bolsonaro tirou da geladeira a possibilidade de demissão de Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde.

O ministro já havia desocupado suas gavetas da pasta na segunda-feira, dia 6, conforme ele próprio revelou em entrevista coletiva.

Porém, o presidente teria sido convencido por generais e parlamentares aliados a mantê-lo no cargo.

Contudo, hoje, a emissora trazida para o Brasil com o apoio de Bolsonaro revelou ter gravado uma conversa entre o ministro da Cidadania, Onix Lorenzoni, e o ex-ministro Osmar Terra.

A conversa teria sido ouvida despretensiosamente pelo repórter Caio Junqueira ao ligar para Onyx.

O ministro, segundo a CNN, teria deixado o celular ligado e Junqueira, ouvido a conversa. Esta, conforme o conteúdo divulgado, discutia o comportamento e a demissão de Mandetta.

Num trecho Onyx Lorenzoni diz:

“Ele (Mandetta) não tem compromisso com nada que o Bolsonaro está fazendo.”

E Osmar Terra concorda, acrescentando:

“E ele se acha.”

A CNN diz ainda que os dois se queixam do comportamento do atual ministro da Saúde e reclamam que ele não se adaptou ao discurso do presidente.

“O ideal era o Mandetta se adaptar ao discurso do Bolsonaro”, diz Osmar Terra na conversa.

Depois disso, Onyx fala de uma reunião e defende o corte da cabeça de Mandetta:

“Uma coisa como o discurso da quarentena permite tudo. Se eu tivesse na cadeira… O que aconteceu na reunião eu não teria segurado, eu teria cortado a cabeça dele…”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.