Rafael Motta propõe que Senado aprove nomeação de chefe da PF

O deputado federal Rafael Motta (PSB/RN) apresentou um projeto de lei nesta quinta-feira, 30, propondo que o Senado Federal aprove a nomeação do diretor-geral da Polícia Federal.

Como já acontece com chefes de agências reguladoras, embaixadores, órgãos de fiscalização, membros do Judiciária e do Ministério Público, o indicado pelo presidente da República passaria pela sabatina dos senadores antes de tomar posse.

“A Polícia Federal é um órgão fundamental para a investigação de crimes de corrupção e precisa de autonomia. Estamos reforçando o sistema de freios e contrapesos entre o Executivo e o Legislativo”, justifica Rafael Motta.

O projeto foi apresentado após a suspensão da nomeação de Alexandre Ramagem para o comando da PF pelo Supremo Tribunal Federal em atendimento ao pedido do PDT. Ramagem foi segurança de Jair Bolsonaro, é amigo da família do presidente e foi indicado para chefiar a Polícia Federal após o presidente ser acusado por Sérgio Moro de tentar interferir no trabalho da corporação em benefício próprio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.