A incoerência do prefeito Batata

0
641

Em 2016 quando foi às ruas pedir votos, o então candidato a prefeito e hoje prefeito de Caicó, Batata, dizia em praça pública que representava o novo na política, que Caicó e o Rio Grande do Norte não aguentava mais a forças tradicionais da política. Chegou até a dizer que era perseguido, por não fazer parte dos tradicionais grupos políticos do estado. (Mesmo tendo sido por vários anos locutor oficial de determinado grupo político de Caicó e do Seridó).

“Batata queria ou dizia a população que tinha se libertado que era o novo na política”

Em sua campanha, Batata chegou a dizer que no município de Caicó, os grupos políticos liderados por Álvaro Dias e Vivaldo Costa, eram o atraso para Caicó, que Caicó tinha parado no tempo a pelo menos 40 anos.

“Batata queria ou dizia a população que tinha se libertado que era o novo na política”

Passados menos de dois anos da sua campanha, eis o tamanho da incoerência do prefeito Batata, ele volta para o ninho no qual ele fez parte por muitos anos, mas, que para ser prefeito, atacou com veemência todos os grupos políticos, inclusive o qual ele fez parte e que hoje retorna. Batata hoje faz parte do grupo, que segundo ele próprio, colocou Caicó e o Rio Grande do Norte na contra mão do progresso (atraso).

O prefeito Batata é incoerente, e na sua incoerência, traiu seus eleitores, que acreditaram em suas palavras na campanha de 2016.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here