Diretora da 4ª Ursap nega que Governo do Estado não tenha capacitado agentes de endemias em Caicó

A nova diretora da 4ª Unidade Regional de Saúde Pública do Seridó, Franciele Lopes escreve ao Blog do Marcos Dantas para esclarecer notícia veiculada no Blog, com o título “Agentes de Endemias de Caicó ainda não sabem como lidar com a Febre Chikungunya”, baseada na entrevista concedida pelo agente de saúde do município, Ricardo Alexandre. Vamos aos esclarecimentos:

“Sr. Marcos Dantas.

Solicito, respeitosamente, a esta conceituada página de notícias o direito de resposta à matéria veiculada com o título: “Agentes de Endemias de Caicó ainda não sabem como lidar com a Febre Chikungunya”, em que se alega omissão por parte do governo do estado no tocante à capacitação dos agentes de endemias, faz-se necessário esclarecer que aconteceram duas capacitações realizadas em Caicó especificamente para este tema.

A primeira foi realizada no dia 25 de novembro de 2014, no auditório da 10° DIRED, ministrada por uma médica infectologista da Secretária de Saúde Pública do estado para “Capacitação sobre o manejo clínico do vírus Chikungunya”. Na ocasião, estiveram presentes representantes de diversos municípios desta região (São Fernando, Serra Negra do Norte, Caicó, Acari, Lagoa Nova, Jardim do Seridó, Carnaúba dos Dantas, Jardim de Piranhas, Jucurutu, Ipueira, Parelhas, Timbaúba dos Batista, Tenente Laurentino Cruz, Florânia), representantes da SESAP e da IV URSAP.

A segunda, realizada no dia 17 de dezembro de 2014, no auditório da IV URSAP, “Capacitação para coordenadores de dengue e técnicos das SMS sobre o Chikungunya”, onde se fizeram presentes representantes de diversos municípios desta região (Jardim do Seridó, Serra Negra do Norte, Parelhas, Acari, Lagoa Nova, Ouro Branco, Santana do Matos, São José do Seridó, São Fernando, Timbaúba dos Batista, Jardim de Piranhas, Cerro Corá, Florânia, Tenente Laurentino Cruz, Jucurutu, Parelhas, Caicó, Currais Novos, Santana do Seridó).

Enfatizando que nesta última ocasião, compareceram de Caicó o supervisor geral de dengue e o supervisor de endemias. Entendendo que a parceria entre o estado e os municípios é necessária para o êxito das ações de controle e prevenção de endemias, sugere-se que nessas ocasiões compareçam representantes municipais que sejam multiplicadores do conhecimento adquirido. Mas vale enfatizar que o estado não tem qualquer responsabilidade no monitoramento do repasse dessas informações aos demais.

É importante tornar de conhecimento público que esta unidade dispõe de técnicos qualificados para atuar na prevenção, no combate aos agentes transmissores de Chikungunya e no diagnóstico clínico desta condição, tendo à disposição o Laboratório Central, que se encarrega de encaminhar as amostras coletadas para o estado do Pará, onde os exames são realizados, bem como no preparo clínico dos profissionais de saúde. O nosso serviço está em total consonância com a nota técnica (N° 01/2015 SUVIGE/CPS/SESAP/RN) emitida pela Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde Pública do Estado. Certos de que seremos atendidos, agradecemos antecipadamente pela atenção.

Sem mais

Francielle Lopes – Gerente da IV Ursap

Fonte: Marcos Dantas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.