Dr. Tadeu faz avaliação da primeira semana de transição de Governo, em Caicó

O prefeito eleito Dr. Tadeu avaliou em entrevista ao Rural Debate, da Rádio Rural FM 102.7, nesta sexta-feira (27), a primeira semana de trabalho de transição de governo, em Caicó.

Tadeu disse que está correndo contra o tempo junto com o seu vice Toinho Santiago, para receber todas as informações do Executivo, e assim, formalizar todo o diagnóstico da real situação do município. Ele adiantou que o prazo para receber as planilhas contábeis e financeiras da atual gestão encerra no dia 03 de dezembro. No entanto, já andou analisando os convênios e recursos recebidos através da Superintendência da Caixa Econômica Federal.

Uma das grandes preocupações no momento é a inclusão do município no Cadastro Único de Convênios (CAUC), o que impossibilita a transferência de recursos da União para a cidade. Tadeu conclama para que a gestão faça uma força tarefa para tirar o município desse cadastro ou os caicoenses perderão o incremento de recursos pelos próximos 12 meses.

Tadeu ainda pediu que fosse repassado a garantia do pagamento da folha salarial dos servidores, relativos aos meses de novembro, dezembro e o décimo terceiro salário. 

Outro ponto abordado diz respeito à Lei Orçamentária Anual (LOA) que será apresentada e votada na Câmara de Vereadores nos próximos dias. Tadeu espera que o orçamento que será utilizado em 2021, possa vir com folga de até 25%, para possíveis remanejamentos de recursos.

O prefeito eleito ainda falou sobre algumas obras que estão paradas e outros convênios na ordem de R$ 15 milhões.  Uma delas, diz respeito ao asfalto que só teve até o momento 17% do serviço realizado.

Se nas finanças a situação é preocupante, no que diz respeito à educação o professor Sérgio André, que faz parte da equipe de transição, falou na entrevista sobre a defasagem de Unidades Escolares, problemas na infraestrutura de outras e ainda de um recurso de R$3 milhões para o setor que pode ser perdido. Ainda elencou outros gargalos que precisam ser resolvidos, para que seja ofertado um serviço com qualidade para a população.

“Estamos trabalhando para que se tenha um plano sanitário para a volta às aulas. Existem demandas agudas e temos que planejar para resolver ponto a ponto”, destacou.

Joseilson Ferreira, que também faz parte da equipe de transição, falou que está na linha de frente para a busca de dados e análise, para contribuir com o planejamento que será construído para a gestão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.