Polícia prende suspeito de envolvimento em latrocínio que vitimou tratorista na Grande Natal

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu um homem suspeito de envolvimento no latrocínio que resultou na morte do tratorista Leonardo Alves Gomes, na última quinta-feira (23), em Macaíba, município da Grande Natal. De acordo com Cidorgeton Pinheiro, delegado de Macaíba, Judson Martins da Silva, de 20 anos, preso nesta sexta-feira (24), seria o mandante do crime e mais três bandidos estão sendo procurados.

Leonardo Alves Gomes, 42 anos, estava com dois amigos em uma casa no distrito Riacho de Sangue, próximo à zona rural de Macaíba, quando dois criminosos, a pé, anunciaram o assalto. Eles pediram as chaves dos veículos das vítimas. Os amigos correram, mas o tratorista reagiu e entrou em luta corporal com os bandidos. Segundo a Polícia Militar, eles atiraram cinco vezes contra Leonardo, que morreu na hora.

Os criminosos levaram a moto de Leonardo Alves e um carro, tipo Uno, de um dos amigos que estava com ele na casa. A Polícia Civil divulgou imagens da fuga dos criminosos e estes vídeos estão sendo utilizados na investigação. O carro já foi localizado, e a moto continua sendo procurada.

O delegado Cidorgeton Pinheiro conta que a intenção do grupo era roubar um carro para poder praticar novos crimes, mas houve a reação por parte da vítima. Judson Martins da Silva seria o mandante do crime e outros dois homens fizeram os disparos. Falou que também havia um quarto envolvido na ação. Um dos procurados é adolescente e tem 15 anos.

O preso é suspeito de vários crimes em fazendas e granjas na zona rural de Macaíba. Ele nega as acusações.

Durante as buscas, os agentes da Polícia Civil se depararam com outro crime em flagrante. Na casa vizinha onde Judson Martins estava, um irmão dele, de 15 anos, e outro homem foram detidos suspeitos de tráfico de drogas. Com eles a polícia encontrou droga, relógios, joias, quatro telefones e dinheiro fracionado.

G1/RN

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.