Atuação da PGE economiza R$ 200 milhões para o Estado

A Divisão de Contadoria Judicial e Estatística da PGE-RN apresenta as atividades desenvolvidas no ano de 2019, demonstrando a análise dos quantitativos em números de processos, número de cálculos, valores executados, valores certificados e a diferença entre os valores executados e certificados. A atuação da PGE, através da Divisão de Contadoria Judicial e Estatística, gerou a economia de R$ 200 milhões para o Estado. 

O Que é a Divisão de Contadoria Judicial e Estatística dentro da estrutura da PGE-RN?

De acoro com o chefe da DCJE Edward Garcia, a divisão tem grande importância dentro da estrutura da Procuradoria Geral do Estado dada a responsabilidade de conferir os cálculos de execução, promover relatórios, pesquisas numéricas e estatísticas. “Mas a atividade primordial e que ocupa maior espaço dentro da DCJE é a conferência dos cálculos de execução envolvendo o Estado do Rio Grande do Norte”, disse. 

“Nós Contabilizamos, no ano de 2019, a análise de 9.394 processos, que totalizam o montante de 14.680 cálculos, sendo que alguns processos contemplam múltiplos autores. Foram executados nesses 14.680 processos o montante de R$ 897.501.428,14, tendo sido certificado pela DCJE o valor de R$ 695.434.070,73, gerando assim uma diferença nominal total de R$ 202.067.357,41, uma economia ao estado de 22,52% após a revisão dos cálculos. Essa economia é fruto de um grande esforço da DCJE, destacando o trabalho de todos os procuradores, principalmente lotados na contadoria”, explicou Garcia.

Além da questão das atividades administrativas exercidas pela divisão, pode-se destacar o desenvolvimento, a implantação e a utilização do módulo da contadoria dentro do sistema informatizado JVRIS, simplificando o trâmite dos processos externa e internamente no setor, assim otimizando tempo e economizando material, gerando benefício ao meio ambiente. Para ficar ainda mais eficaz e moderna, a DCJE desenvolve um projeto arquitetônico de adequação das instalações físicas para adequar o número de servidores e estagiários.

A DCJE realizou ainda com o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional – CEAF, dois concursos para estagiários residentes e de Pós-graduação, participando diretamente na elaboração, aplicação e correção das provas, assim como na classificação dos aprovados. Foram desenvolvidas diversas planilhas automáticas contendo assuntos de processos conferidos no setor, otimizando sobremaneira o tempo de análise desses processos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.