Detran foca na prevenção ministrando palestra de direção defensiva na Caern

Os motoristas e motociclistas da Companhia de Águas e Esgotos do RN (Caern) vêm passando por um ciclo de palestras realizados pelo Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) abordando os temas de Direção Defensiva e Pilotagem Consciente. Nesta semana foi a vez dos motoristas lotados na Regional da Caern na região do Trairi a receberam as informações dos técnicos do Detran.

A palestra ministrada pelo instrutor do Detran, Luiz Felipe, abordou o tema Direção Defensiva. O conteúdo focou em medidas práticas que devem ser utilizadas por motoristas e motociclistas cotidianamente para prevenção de acidentes no tráfego urbano.

Os procedimentos são empregados de modo a evitar imprevistos, apesar das ações incorretas de outros condutores e das condições adversas comumente encontradas nas vias de trânsito. Itens importantes como conhecimento da legislação, atenção na condução, previsão de crise, habilidade e decisão foram apontados e explicados pelo técnico do Detran.

No momento foi mostrado que medidas simples como averiguar a situação mecânica do veículo, conduzir de acordo com as situações presentes de luminosidade, tempo, estrada, trânsito e condições apresentadas pelo condutor são elementos primordiais que podem reduzir amplamente o risco do motorista se envolver em acidentes de trânsito.

Pela doutrina defensiva, a direção perfeita é aquela em que o condutor trafega sem ocasionar acidentes, sem cometer infrações de trânsito, não abusa do veículo e age com gentileza e respeito à vida. “O objetivo é preparar melhor o condutor de maneira que ele possa evitar causar ou ser vítima de acidentes de trânsito, como também aprimorar o conhecimento dele em relação a itens de segurança do veículo”, explicou o instrutor.

Estatística

De acordo com informações analisadas pelo setor de Estatística do Detran, no período de 2012 a 2016 veio ocorrendo no Rio Grande do Norte uma redução nos números de vítimas fatais relacionadas a acidentes de trânsito. Os dados mostram que de 2012 para 2013 a redução foi de 1,4%; de 2013 a 2014 o índice caiu 11,7%; de 2014 para 2015 a diminuição foi de 6,9%; e de 2015 a 2016 a queda foi de 0,5%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.