Doses contra a covid recebidas pela Sesap só atendem 16% do previsto no RN

O primeiro lote da vacina Coronavac recebido pelo Governo do Rio Grande do Norte nesta terça-feira (19) é suficiente para vacinar apenas 16,8% do grupo prioritário da primeira fase da vacinação contra a covid-19. As 82.440 doses recebidas serão aplicadas em 39.258 pessoas de um contingente de 239 mil usuários inicialmente previstos pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN), composto por trabalhadores da saúde, indígenas, pessoas com 75 anos ou mais e pessoas com 60 anos abrigadas em instituições de longa permanência (abrigos). Considerando o restante dos grupos prioritários, incluídos na segunda e terceira fases de imunização, apenas 5,3% de 730 mil pessoas serão vacinadas neste primeiro momento.

O Governo do Estado não tem a data de envio de novas doses pelo Ministério da Saúde e, por isso, não sabe quando o restante do público incluído na primeira fase da vacinação será, efetivamente, imunizado. Nesta terça-feira (19), a governadora Fátima Bezerra afirmou que os governadores dos Estados brasileiros se reunirão, ainda esta semana, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para exigir o calendário do envio de mais doses.

“A pressão continua sobre o governo federal para sabermos quando novas doses serão enviadas. O Brasil está muito atrasado com relação a outros países e não podemos ficar assim. Ainda esta semana, o Fórum de Governadores irá se reunir com o ministro da Saúde para termos um calendário de vacinação”, disse a governadora após o ato solene que marcou o início da vacinação contra o coronavírus no Rio Grande do Norte, quando oito profissionais da Saúde foram vacinados.

Por causa da insuficiência de doses, a Sesap priorizou, neste primeiro momento, a vacinação dos trabalhadores da Saúde e pessoas idosas residentes em instituições de longa permanência. Apesar de estarem incluídos na primeira fase, a população idosa acima de 75 anos e as populações indígenas e de comunidades ribeirinhas não serão vacinadas até que novas doses sejam enviadas. Cada pessoa precisa de duas doses do imunizante, aplicadas num intervalo de duas a quatro semanas.

Leia matéria completa na Tribuna do Norte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.