Educação do RN realiza VIII Seminário do CAS-Natal

0
42

Educar de forma inclusiva requer conhecimento sobre a condição e a realidade do educando. Tendo isso em vista, a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura do Esporte e do Lazer (SEEC) realizou, na tarde de ontem (6), a abertura do VIII Seminário do CAS-Natal: A Interação da Pessoa com Surdez no Mundo Contemporâneo, evento cujo objetivo é fortalecer a atenção e inclusão da  pessoa com surdez no ambiente educacional.

Voltado para professores, alunos e familiares de pessoas com necessidades especiais, como surdez e deficiência visual, o seminário é organizado anualmente pelo Centro de Atendimento às Pessoas com Surdez (CAS-Natal), e conta com dois dias de duração, encerrando suas atividades nesta quinta-feira (7).

Trazendo como tema desta edição “Artefatos culturais na emancipação político-educacional do surdo” o evento conta com uma programação que envolve atividades como palestras, oficinas, exposições artísticas e minicursos. Todas as ações oferecidas pela evento têm como objetivo capacitar os professores, e também os alunos, a fim de que o processo de aprendizagem aconteça de forma inclusiva.

De acordo com a diretora do CAS-Natal, Aldenora Bezerra, o evento trata-se de uma oportunidade para aqueles professores, pais, e alunos que não têm acesso à uma formação adequada, bem como uma oportunidade de levar os conhecimentos adquiridos durante o seminário às escolas.

“A maior importância desse evento é o fato de mostrarmos às pessoas que não conseguem pagar uma formação, para atuar com pessoas surdas, que a gente consegue, em dois dias, fazer uma coisa mais específica na área da surdez. Nosso objetivo principal é fortalecer a comunidade surda, que cheguemos com essa formação a nossa escolas, que formemos os professores para formar os alunos, pois quando a gente fortalece o aluno ele se fortalece para vida”, destaca a diretora.

Abertura

Contando com a participação de de professores, gestores, alunos surdos e seus familiares, a abertura do evento aconteceu no Auditório Angélica de Moura – na SEEC – sendo iniciada com a aclamação do hino nacional brasileiro, interpretado em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) pelo professor Suelmo Felipe. Em seguida, uma mesa de abertura composta pelas autoridades presentes realizou as considerações iniciais e abriu o evento.

O secretário de Educação do Estado, professor Getúlio Marques, esteve presente prestigiando o momento. Em seu discurso, ele destacou compromisso que a SEEC assume para com as pessoas que possuem necessidades especiais de aprendizagem. “A educação não é um processo no qual você pode ver resultados em um curto prazo. Esse resultado vem com o tempo, e nós estamos trabalhando a fim de unificar pilares para a construção de uma educação mais inclusiva”, ressaltou o secretário.

Também compuseram a mesa de abertura a subcoordenadora de Educação Especial, Maria do Carmo Severo, a diretora do CAS-Natal, Aldenora Bezerra, o subsecretário do esporte e do lazer, Canindé de França, e o diretor da 1ª Diretora Regional de Educação e Cultura (Direc), Joás Andrade.

Dando continuidade a abertura, o evento seguiu com as palestras “A importância do CAS no Brasil como espaço de fomento às produções de artefatos bilíngues”, ministrada pela diretora do CAS Wilson Lins (Bahia), Cíntia Barbosa de Oliveira Bisco, “Movimentos políticos e culturais da comunidade surda de Natal”, conduzida pelo estudante da UFRN, Isaack Symon, e “Artefatos culturais como ferramenta de combate às fake news na comunidade surda”, realizada pelo estudante da UFRN, Ronny Diogenes de Menezes.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here