Francisco do PT na luta para que o Projeto Seridó se torne realidade

0
38

O Projeto Seridó, que visa implantar e interligar os sistemas adutores criando um grande cinturão de águas, foi tema de audiência pública nesta segunda-feira (09), na Assembleia Legislativa do RN.

Realizada em parceria com o deputado estadual Francisco do PT, presidente da Frente Parlamentar das Águas, a audiência pública foi proposta por Vivaldo Costa, a quem Francisco agradeceu a oportunidade de debater essa temática essencial aos seridoenses, que enfrentam anos de estiagem. “Como seridoense, como parlamentar e como presidente da Frente das Águas, não poderia estar ausente a essa discussão. Agradeço o espírito público do deputado Vivaldo em aceitar a nossa contribuição. O protagonismo é todo seu”, disse Francisco.

Segundo Francisco do PT, historicamente o seridoense busca alternativas de convivência com os efeitos da seca, daí a importância do Projeto Seridó, que vem nessa perspectiva. “Foram executados importantes projetos, tais como a perfuração de poços, construção de açudes e reservatórios, mas há muito tempo se discute a necessidade de construir um cinturão de águas, uma rede de integração de bacias que possa garantir a sustentabilidade hídrica da região e o Projeto Seridó surge como um meio”, ressaltou.

O parlamentar petista reforçou ainda que Caicó e Currais Novos, maiores cidades do Seridó, passam por sérios problemas de abastecimento de água. “Precisamos, de fato, buscar a efetivação do Projeto Seridó, orçado em cerca de 150 milhões de reais, para que ele saia do papel, seja executado e contribua para minimizar os efeitos da seca no nosso querido Seridó”.

O engenheiro Rômulo Macêdo, ex-secretário de Recursos Hídricos do RN e ex-coordenador da transposição do Rio São Francisco, foi um dos palestrantes da audiência. Ele é atualmente o diretor técnico do Projeto Seridó, através da empresa contratada para realizar os estudos e o planejamento dos trabalhos. “A ideia é oferecer segurança hídrica para o consumo humano, de todas as populações do Seridó, a partir de 2020, até o ano de 2070, através de uma sistemas de adutoras que interligam bacias”, destacou na palestra o engenheiro Rômulo Macêdo, que também parabenizou os deputados Francisco e Vivaldo, pela realização da audiência.

Também estiveram presentes o prefeito de Currais Novos, Odon Júnior (vice-presidente da FEMURN), o prefeito de Cruzeta, Sally Araújo (presidente da AMSO), o secretário de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh), João Maria Cavalcanti, o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu, Paulo Varella e o presidente da ANA, Ricardo Medeiros de Andrade.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here