Governo do RN pediu antecipação de receita ao Banco do Brasil para pagar funcionários

O Governo do Estado negociou uma antecipação de receita com o Banco do Brasil, da ordem de R$ 58,9 milhões (19,9% da folha de pessoal) e restringiu pagamentos de fornecedores para evitar atraso nos salários dos servidores estaduais.

O acordo com o banco foi fechado no último dia 27, para garantir que os salários de, pelo menos, 20 mil matrículas de finais de 6 a zero, programados para esta sexta-feira, 28, sejam creditados até o meio-dia, com atraso de 12 horas.

Sem a antecipação, negociada com o BB, o governo teria sérias dificuldades para honrar a folha, “por não ter reserva de caixa”. Foi o que admitiu o secretário estadual de Planejamento, Obery Rodrigues Júnior. O governo divulgou que “o pequeno atraso” atinge servidores vinculados a 19 secretarias e 14 órgãos da administração indireta.

O pagamento da folha é feito em dois dias. No primeiro, recebem os servidores com matriculas de finais de 1 a 5. No segundo, os que tem matrículas de finais 6 a zero. Normalmente, os valores são disponibilizados nos primeiros minutos do dia programado.

Ontem, o titular da Seplan, afirmou que a “frustração” da ordem de R$ 26,8 milhões, na transferência do Fundo de Participação do Estado (FPE), no mês de setembro, “criou dificuldades adicionais”.

TN Online

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.