II Conferência Estadual de Segurança Pública aprova 98 propostas

A II Conferência Estadual de Segurança Pública e Defesa Social foi encerrada oficialmente, nesta sexta-feira (18), após três dias de amplos debates relacionados à Segurança, cidadania e participação popular. Realizado todo em ambiente virtual, de 16 a 18 de setembro, o evento reuniu 98 propostas, votadas e aprovadas, que irão pautar a Política Estadual de Segurança Pública E Defesa Social do RN (PESP/RN), e contou com a visualização de mais 1.600 pessoas. O número nas salas das oficinas ultrapassou 280 participantes, entre autoridades, ouvintes e delegados, de 67 municípios do Rio Grande do Norte e de outros estados brasileiros. O encerramento foi feito com a realização da Plenária que apresentou as relatorias das oficinas temáticas.

O vice-governador e coordenador da Conferência, Antenor Roberto, agradeceu a todos os envolvidos no sucesso do evento. “Esta conferência vem para contribuir e deixar um legado quanto à participação social na integração com os diversos setores públicos, privados e militares na construção de políticas públicas para o Estado. E particularmente, colaborar na formulação da Política e do Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (PESP/RN), que serão marcos legais deixados pela gestão da governadora, professora Fátima Bezerra.”

Ao encerrar a II Conferência, Antenor Roberto destacou a confiança dada pela governadora Fátima Bezerra. “Irei dizer da minha impressão, do que me foi relatado e com o documento que vão produzir, que ela conseguiu, no seu Governo, realizar uma profícua e vitoriosa II Conferência Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do RN”. Ele lembrou ainda a trajetória de Marcos Dionísio de Medeiros Caldas (in memoriam), responsável por conduzir a I Conferência, e do militante, também na área da segurança pública, soldado Figueiredo.

Confira abaixo os temas priorizados na Conferência Estadual de Segurança Pública que tiveram como ponto de partida os eixos e objetivos abordados na 1ª versão da Política: Políticas sobre drogas, racismo institucional, redução de danos e segurança pública: desafios e perspectivas; A Segurança Pública e a violência contra as mulheres, crianças, LGBTs e PcD; População em situação de rua, refugiados, apátridas, imigrantes, e o direito fundamental à segurança pública; Sistema penitenciário e sistema socioeducativo: dois paradigmas para a ressocialização; Comunidade e Segurança Pública: prevenção e controle social, repressão qualificada, organizações criminosas e redução de CVLI; Integração entre os órgãos de segurança pública e o sistema de justiça criminal; e valorização profissional, reestruturação e otimização das condições de trabalho para os profissionais de Segurança Pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.