Hospital lança Projeto Walfredo Corredor Zero

“Juntos Somos Mais Fortes! ” É com este lema que um vídeo institucional começou a circular, nesta terça-feira (28), entre os servidores do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (HMWG), como parte da promoção do lançamento do Projeto Walfredo – Corredor Zero. A primeira exibição pública do vídeo aconteceu na manhã de hoje, às 9h, durante uma reunião entre o Corpo Diretivo, chefes e coordenadores da unidade.

Para viabilizar o projeto, o corpo de funcionários será a base para a criação de um conjunto de diretrizes que nortearão um dos desejos mais antigos de todos que fazem (ou que já fizeram) parte da maior unidade de saúde pública do RN: corredores livres de pacientes internados em macas.

A ideia por trás do projeto é aproveitar a bagagem de anos de assistência a pacientes graves e convocar enfermeiros, técnicos, médicos, fisioterapeutas, e demais profissionais da casa, para discutir e, a partir da vivência de cada um, somado às modernas tecnologias de gestão, propor soluções viáveis para tentar eliminar o fantasma da superlotação. 

O coordenador do Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar (NAQH), Denis Job, diz que “Esta é uma ação inovadora e estamos muito esperançosos de que teremos resultados muito em breve. Quando você chama à participação pessoas que lidam com o problema diariamente, há sempre uma nova perspectiva a ser vista que talvez alguém nunca antes houvesse prestado atenção. E esse olhar mais cuidadoso, de quem está mais próximo do problema, é de suma importância na construção destas ações que vamos posteriormente implantar”.

“A ideia de fazer algo assim surgiu junto com o curso de Desenvolvimento Gerencial que teve início em dezembro de 2019 e é orientado pelo Ministério da Saúde (MS) e o HCOR de São Paulo (SP). Na primeira Oficina do curso, os hospitais participantes realizaram seus diagnósticos situacionais. Durante os próximos encontros, serão implantados indicadores de qualidade e elaborados planos de ação para a revisão dos processos internos de atendimento. E será esta mesma metodologia que aplicaremos, durante todo este ano, com os profissionais do HMWG”, explica a diretora do HMWG, Fátima Pereira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.