Marcelo Queiroga é réu por apropriação indébita

O médico Marcelo Queiroga, quase novo ministro da Saúde, é réu em uma ação penal por crime contra o patrimônio público, diz a Crusoé.

No início dos anos 2000, ele administrou o Hospital Prontocor, um pronto-socorro cardiológico privado de João Pessoa que tem uma dívida milionária com o governo federal.

De acordo com o Ministério Público Federal, o hospital administrado no passado pelo cardiologista deixou de recolher as contribuições previdenciárias descontadas dos salários dos empregados.

O Antagonista

Gostou? Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Sobre Brasil

Rolar para cima