Grupo de professores ingressará com ação popular em razão da não prorrogação do processo seletivo de 2019 por Dr. Tadeu

Um grupo de professores temporários do Município de Caicó (RN), liderado pelas professoras Ana Maria Lima da Costa, Damiana Maria de Jesus e França Carla de Medeiros Stopelli, irá ingressar com ação popular contra o Município de Caicó e a gestão do atual prefeito, Dr. Tadeu, em razão da não prorrogação do processo seletivo simplificado 2019.

Segundo o advogado Síldilon Maia, responsável pelo patrocínio dos professores, existem fortes indícios de que a homologação do referido processo seletivo somente ocorreu em janeiro/2020, de modo que, em razão dos princípios da legalidade, moralidade e eficiência do serviço público, não caberia ao atual gestor deixar que o prazo de validade expirasse para, logo em seguida, anunciar a realização de outro processo seletivo.

“Existem fortes indícios de que houve a prorrogação tácita do processo seletivo de 2019, na medida em que diversos contratos celebrados em razão dele continuam em vigor. Acabamos de protocolar pedido de informações junto à prefeitura referente aos elementos de fato que comprovarão a nossa tese”, disse Síldilon Maia.

Gostou? Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Sobre Caicó

Rolar para cima