A rachadinha amorosa no gabinete de Flávio Bolsonaro

“Não é só de supostos laranjas, fantasmas, transações em dinheiro vivo, cheques e afins que é feito o rumoroso caso Queiroz”, revela a Crusoé.

“Na trama que há quase dois anos engolfa a família de Jair Bolsonaro há também uma história de amor — uma curiosa história de amor, que envolve uma procuradora aposentada homenageada por Flávio Bolsonaro, um ex-policial indicado por ela para trabalhar no antigo gabinete do filho do presidente e um depoimento que, além de jogar por terra uma mal-ajambrada versão para o intenso fluxo de dinheiro nas contas do notório Fabrício Queiroz, ajudou a reforçar as suspeitas dos investigadores.”

Leia aqui a reportagem completa.

O Antagonista*

Gostou? Compartilhe...

Mais Sobre Brasil

Rolar para cima