Banqueiros e economistas pedem medidas efetivas do governo para conter pandemia

Mais de 300 banqueiros e economistas assinaram uma dura carta aberta neste fim de semana pedindo medidas mais enérgicas do governo federal no combate à pandemia do coronavírus e cobrando respeito ao país, à ciência e a uma gestão mais eficiente do Executivo. O grupo sugere adoção de lockdown e uma ação nacional coordenada para controlar o quadro pandêmico no país.

Assinam o manifesto nomes como Pedro Malan, Affonso Celso Pastore, Armínio Fraga e Ilan Goldfajn, além da família Moreira Salles, do Itaú Unibanco; o ex-presidente do Itaú, Roberto Setúbal; Octavio Barros, economista-chefe do Bradesco; Solange Srour, economista-chefe do Credit Suisse, entre outros nomes importantes do mercado financeiro.

Continue lendo

Gostou? Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Sobre Brasil

Rolar para cima