Davati desmente versão sobre áudio de Miranda e diz que Dominguetti “quer aparecer”

Cristiano Alberto Carvalho, representante da empresa Davati Medical Supply no Brasil, negou que o áudio do deputado Luis Miranda, recebido por ele e divulgado na CPI da Covid por Luiz Paulo Dominguetti, tratasse da negociação de vacinas. Dominguetti quer “aparecer”, disse Carvalho

Representante da empresa Davati Medical Supply no Brasil, o empresário Cristiano Alberto Carvalho negou que o áudio do deputado Luis Claudio Miranda (DEM-DF), recebido por ele e divulgado na CPI da Covid por Luiz Paulo Dominguetti, tratasse da negociação de vacinas, como foi alegado. Segundo Carvalho, depoente quer “aparecer”.

“Eu recebi de outra pessoa, não diretamente do Luiz, não se refere a vacinas”, disse Carvalho  em declaração ao jornal O Globo. 

“Se refere a quê?”, questionou a repórter.

“Acredito que sobre os negócios dele nos EUA. Não tem nada uma coisa com a outra”, respondeu Carvalho.

“Então não tem relação com a Davati?”,  insistiu a repórter.

“Nada”, afirmou Carvalho.

“Por que ele disse isso na CPI, então?”, perguntou o GLOBO.

“Quer aparecer”, reagiu.

Na CPI, Dominguetti afirmou que Miranda tentou negociar aquisição de vacinas contra a Covid diretamente com a empresa Davati. Ele descreveu telefonemas que teria recebido de pessoas do governo com ofertas de “facilidades” para os contratos de vacinas e que possuía informação de que “parlamentar tentou negociar a busca da vacina diretamente com a Davati.

Indagado pelo senador Humberto Costa (PT-PE) sobre qual seria o nome desse político, Dominguetti respondeu que era Luis Miranda e mostrou um áudio do deputado, supostamente recebido por Cristiano.

Gostou? Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Sobre Brasil

Rolar para cima