Paulo Marinho rebate Flávio Bolsonaro: “Será que o “senador que desmaia em debate” quer mesmo falar em relações?”

O empresário e suplente de senador Paulo Marinho (PSDB-RJ) rebateu as acusações feitas pelo senador Flávio Bolsonaro e sugeriu, em uma postagem nas redes sociais, supostas ligações entre a família Bolsonaro aos casos de Fabrício Queiroz, da vereadora Marielle Franco e do ex-PM e miliciano Adriano da Nóbrega.

“O senador-que-desmaia-em-debate tornou a me atacar gratuitamente com ilações infundadas e inverdades. Sou adepto do contra-ataque. Comigo é assim, bateu, levou. Você tem certeza que quer falar sobre relações? Dica do suplente e conselheiro: você tem mais com o que se preocupar”, escreveu Paulo Marinho, no Twitter, em uma post feito na tarde desta quarta-feira (22).

O empresário é o autor das acusações contra Flávio de que teria recebido informação privilegiada sobre a Operação Furna da Onça, em 2018, que mirou seu ex-assessor Fabrício Queiroz. Ex-aliado da família Bolsonaro, Marinho é suplente na vaga ao Senado de Flávio Bolsonaro e agora pré-candidato do PSDB à Prefeitura do Rio.

A imagem compartilhada pelo peessedebista mostra um fluxograma das ligações entre Flávio, Michelle e Jair Bolsonaro com pivôs dos casos da suspeita de rachadinha no gabinete de Flávio na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, e com o ex-PM e miliciano Adriano da Nóbrega, assassinato no início desse ano em uma operação na Bahia.

Na postagem, Marinho não cita o nome de Flávio, mas faz clara referência ao episódio ocorrido durante um debate eleitoral em 2018 no qual o então candidato teria passado mal e desmaiado ao vivo.

Blog do Primo*

Gostou? Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Sobre Brasil

Rolar para cima