Cruzeiros relacionam fé e geodiversidade no Seridó

Os cruzeiros que estão no território do Geoparque Aspirante Seridó estão sendo mapeados e já contemplam vários geossítios, relacionando fé, cultura e geodiversidade. São destaques o Cruzeiro de Cerro Corá, o Morro do Cruzeiro, em Currais Novos, o Cruzeiro de Acari, o Monte do Galo, em Carnaúba dos Dantas, e o cruzeiro da serra do Açude Boqueirão, em Parelhas, todos esses em geossítios.

O processo histórico-religioso que destaca cada um desses geossítios mostram seus potenciais também para o Turismo Religioso e, por isso, o tema será debatido durante o 1° Fórum de Turismo Religioso do Seridó, de 27 a 29 de julho próximos, em uma programação virtual.

O expositor do tema será o professor do Departamento de Geologia da UFRN, Marcos Nascimento, pesquisador no tema de geoconservação, autor de vários livros e artigos na temática, e coordenador científico do Geoparque Aspirante Seridó. O convidado foi geólogo do Serviço Geológico do Brasil – CPRM, entre 2007 e 2009, onde coordenou o Projeto Monumentos Geológicos do Rio Grande do Norte.

O Nordeste tem outros exemplos de territórios onde geodiversidade e a religiosidade se complementam. Um dos principais é o cariri cearense com o Geoparque Araripe e o geossítio da Colina do Horto com as romarias de devotos de padre Cícero.

Inscrições e informações do Fórum de Turismo Religioso do Seridó estão no site doity.com.br/forumturismoreligioso.

O evento é uma realização da ADESE, Diocese de Caicó e Curso de Turismo da Faculdade de Engenharia, Letras e Ciências Sociais do Seridó (FELCS-UFRN).

Gostou? Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Sobre Eventos

Rolar para cima