PGR defende prorrogação de prisão do homem que ameaçou Lula e ministros do STF

Segundo a vice-procuradora Geral da República, a liberdade de Ivan Rejane Fonte Boa Pinto pode comprometer a investigação do caso.

Em manifestação encaminhada ao ministro do STF Alexandre de Moraes, a vice-PGR Lindôra Araújo defendeu a prorrogação da prisão temporária, por mais cinco dias, de Ivan Rejane Fonte Boa Pinto, detido semana passada por ameaçar os ministros da Corte e o ex-presidente Lula pelas redes sociais.

Como mostramos mais cedo, a PF também pediu a prorrogação da prisão preventiva de Ivan Rejane Pinto.

“[É necessário] destacar que os materiais apreendidos com o custodiado estão sendo examinados pela Polícia Federal, pelo que a análise pericial não restou concluída no exíguo prazo de 5 (cinco) dias”, disse Lindôra Araújo.

“Considerando que a conclusão da perícia técnica pode ensejar a necessidade de novas diligências investigativas urgentes para a coleta de elementos de informação e que a liberdade do custodiado representa concreto risco para a investigação (…) a prorrogação da prisão temporária é imprescindível para a eficácia da investigação”, afirmou a vice-PGR.

Gostou? Compartilhe...

Mais Sobre Justiça

Rolar para cima