Após as denúncias de rachadinha, Bolsonaro vai ao Nordeste

O presidente desembarca nesta sexta-feira (3) na Bahia e em Pernambuco depois do périplo que na semana passada fez pelo Nordeste o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu principal adversário na disputa eleitoral do ano que vem. E desembarca pressionado por grave reforço na denúncia de que sua família abusou do esquema de rachadinha, o expediente no qual o político fica com parte do salário de seus funcionários.

As suspeitas do uso desses esquemas fustigam a família. O senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) responde a investigação pela existência do esquema no seu gabinete quando era deputado estadual no Rio de Janeiro. Por conta dele, seu ex-assessor Fabrício Queiroz chegou a ser preso. Mais recentemente, iniciou-se investigação também no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos).

O conteúdo deste texto foi publicado antes no Congresso em Foco Insider, serviço exclusivo de informações sobre política e economia do Congresso em Foco. Para assinar, entre em contato com [email protected]

A nova denúncia foi publicada pelo colunista Guilherme Amado, do site Metrópoles. Segundo o site, Marcelo Luiz Nogueira dos Santos, ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, contou que era obrigado a devolver mensalmente 80% do seu salário. Segundo Marcelo, ele também tinha que devolver integralmente o 13º salário, o que recebia de férias, auxílio-alimentação e até a restituição do imposto de renda.

De acordo com o ex-assessor, ele precisava entregar a quantia em dinheiro vivo à advogada Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro e mãe do filho 04 do presidente, Jair Renan.

Gostou? Compartilhe...

Mais Sobre Nordeste

Rolar para cima