Fagner pede à Justiça Eleitoral remoção de vídeo falso divulgado em redes sociais em que ele apoiaria a reeleição de Bolsonaro

O cantor cearense Raimundo Fagner requereu nesta terça-feira (12) à Justiça Eleitoral que retire imediatamente de circulação um vídeo em que ele aparece em uma gravação adulterada manifestando apoio à candidatura à presidência de Jair Bolsonaro. O vídeo foi gravado em 2018, mas foi manipulado com uma marca d’água escrita “Rumo a 2022. #FechadoComBolsonaro”.

Fagner é uma das principais atrações da festa de aniversário de Fortaleza na noite desta quarta-feira (13), no Aterrinho da Praia de Iracema.

Conforme consta no termo de declaração feita por Fagner ao Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, o artista informou que vem recebendo exaustivamente pelo WhatsApp o conteúdo que, segundo ele, foi modificado para parecer que é do ano de 2022.

“Ocorre que esse vídeo foi adulterado, sendo acrescido de uma música que impede a identificação do vídeo como sendo de 2018. Além disso foi colocada uma montagem com os dizeres “Rumo a 2022” e “#Fechado com Bolsonaro”. Então trata-se de um vídeo grosseiramente adulterado, não produzido em 2022, não consistindo, portanto, em uma verdade”, afirmou o cantor.

A peça foi publicada na rede social Tik Tok do suplente de vereador de Vitória de Santo Antão, em Pernambuco, Nilo do Povo (Republicanos). Ele disse ao g1 que acreditou que o vídeo era verídico e acabou publicando. “Estou removendo ainda hoje a publicação e peço desculpas, não tive intenção de prejudicar”, disse. A postagem foi excluída do perfil de Nilo por volta das 15h.

No documento, Fagner afirma ainda que não pretende se manifestar publicamente nas eleições de 2022 tendo como foco apenas em cumprir a agenda de trabalho.

“Desde 1986 venho reiteradas vezes botando a cara à tapa nos sucessivos processos políticos de nosso país apoiando todos os candidatos que se aventuraram a salvá-lo sem nunca ter confundido ideologia com remuneração e mantendo amizades fraternas. Galera das fake news, desta vez me errem”, comentou.https://fdb53f88a71538764d5249b0106f68a4.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

O cantor autorizou ao Tribunal Regional Eleitoral a encaminhar o vídeo e o termo de declaração ao Superior Tribunal Eleitoral para que sejam adotadas as providências cabíveis.

Segundo o TRE-CE, Fagner foi recebido pelo vice-presidente e corregedor do TRE-CE, desembargador Raimundo Nonato Silva Santos, na terça-feira, 12/4, na sede do Tribunal. “Ele relatou uma desinformação da qual é vítima. Trata-se de uma montagem de um vídeo antigo com nova roupagem para as Eleições 2022”. Ainda de acordo com o TRE, a notícia de irregularidade foi encaminhada à Corregedoria-Geral Eleitoral, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

G1/CE

Gostou? Compartilhe...

Mais Sobre Nordeste

Rolar para cima