Novo decreto não fechará comércio, mas deve combater aglomerações em shows, bares e restaurantes, confirma secretário

O secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, confirmou na manhã desta segunda-feira (31) que o novo decreto estadual para conter a disseminação da Covid-19, que será anunciado e passará a valer a partir de amanhã não fechará o comércio ou terá medida de lockdown. Ele revelou foco em diminuir aglomerações em eventos e reuniões entre famílias ou em bares e restaurantes.

“Não há esse viés de fechar comércio ou de lockdown. Temos que analisar as aglomerações que estão ocorrendo, não só shows, mas a população precisa entender que não é o momento para casamentos,  restaurantes, encontros familiares e com amigos com 30/40 pessoas. Estes elementos têm contribuído para o aumento de casos e internações”, disse à Tv Cabo Branco.

Medeiros ainda falou sobre a reunião do último sábado como Ministério Público Federal, do Estado e do Trabalho, assim como responsáveis por eventos. Ele citou ainda a grave propagação da variante ômicron.

“Discutimos a problemática atual e mostramos que as aglomerações tem produzido uma grande propagação do vírus, não só os shows, mas bares restaurantes e e reuniões familiares. além do relaxamento do uso das mascaras. a variante ômicron, que tem um poder de propagação histórico, nenhum vírus da historia da humanidade tem esse poder de propagação, daí a necessidade desse decreto, reuniremos o o colegiado hoje para decidir as medidas adotadas a partir de amanhã”, pontuou.

A Secretaria de Estado de Saúde tem a projeção de maior número de casos da Covid-19 em fevereiro, revelou Geraldo.

“Temos a projeção, o mês de fevereiro será o mês de maior número de casos diários, com mais de 4 mil. Ontem, tivemos 7 óbitos, todos eles de pessoas não vacinadas ou sem o ciclo vacinal completo, é mais um alerta à população”, destacou.

Wscom*

Gostou? Compartilhe...

Mais Sobre Paraíba

Rolar para cima