Plano de obras do governo do RN prevê reforma de 60 escolas estaduais

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), anunciou, nesta quarta-feira (13) o Plano de Obras que será executado até o fim de 2022, com investimentos na saúde, educação, segurança e nas rodovias.

Ao todo o plano de obras do governo representa um investimento de cerca de R$ 500 milhões, oriundos de fontes como recursos próprios, fundo de investimentos e emendas parlamentares.

Entre as principais obras anunciadas, estão a reforma de 60 escolas estaduais com R$ 100 milhões de investimento – oriundos de recursos próprios e do Fundef. Além disso, há previsão também da construção dos 12 Institutos Educacionais do RN (IERN), custando R$ 6,5 milhões cada.

O plano também vai contemplar as rodovias do estado. Em uma das obras, há um investimento de R$ 65 milhões na restauração e adequação da capacidade da BR-304 e da BR-226, além do alargamento da RN-233.

Outro investimento é R$ 18 milhões em uma obra para eliminação de pontos críticos no cruzamento das avenidas Omar O’Grady (prolongamento da Prudente) e Tarcísio Maia (Integração).

Há investimentos pontuais ainda em oito hospitais do estado: Getúlio Sales (Canguaretama), Hospital Nelson Inácio dos Santos (Assu), Hospital Maria Alice Fernandes (Natal), Hospital Mariano Coelho (Currais Novos), Hospital Alfredo Mesquita (Macaíba), Hospital Antônio Barros (São José de Mipibu), Hospital João Machado (Natal) e Hospital Tarcísio Maia (Mossoró).https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Na segurança pública, haverá a construção de um Complexo de Delegacias, em Natal, orçado em R$ 9 milhões, com recursos do Proinveste, e a construção de dois batalhões da PM – um em São Gonçalo do Amarante e um em Mossoró.

Há também previsto a construção da nova sede do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep) em Natal, que deve receber investimento de R$ 17,8 mi.

Há também incluso no Plano de Obras a construção do Costeira Parque, na Via Costeira, no valor de R$ 13,9 milhões.

G1/RN

Gostou? Compartilhe...

Mais Sobre Rio Grande do Norte

Rolar para cima