População de Canguaretama cobra CPI da Saúde por falta de prestação de contas da Prefeitura

Há mais de 130 dias, a Prefeitura de Canguaretama ignora a responsabilidade em relação à prestação de contas com os gastos durante a pandemia da Covid-19. A gestão não está conseguindo cumprir o próprio decreto municipal, do último mês de junho, que obriga o Legislativo a apresentar informações das despesas com o combate ao novo coronavírus.

Nesta quinta-feira (23), a população fez um protesto em busca de entender onde estão sendo aplicados os mais de R$3,5 milhões recebidos pela Prefeitura para ações na saúde do município. Munidos de atitude, voz e cartazes em mãos, os moradores da cidade foram para frente da Câmara cobrar dos vereadores para que uma CPI da Saúde seja aberta.

“Entendemos a reivindicação do povo, nós também queremos saber de que forma esse dinheiro está sendo investido, já que não vemos ações efetivas que protejam realmente os cidadãos”, ressaltou a presidente Irmã Lila, que abriu a Casa para realização de sessão presencial pela primeira vez, desde o decreto de pandemia.

Além do decreto que está sendo descumprido, há ainda uma lei municipal, de autoria da Irmã Lila, que não está sendo respeitada pela Prefeitura; a lei também pede que a Prefeitura preste contas, semanalmente, de tudo que está sendo feito com os recursos recebidos para a pandemia.

“Ingressamos com uma representação contra a Prefeitura perante o Ministério Público Federal por descumprimento de Lei Municipal; chega de dar brecha para a má gestão e desvio de dinheiro público”, afirmou Irmã Lila.

Agora RN*

Gostou? Compartilhe...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Sobre Rio Grande do Norte

Rolar para cima